Se você estuda um idioma, certamente tem curiosidade sobre as tradições dos países onde ele é falado, certo? Então, depois do nosso artigo sobre a Páscoa ao redor do mundo, reunimos pra você agora as diferentes tradições de Natal típicas em diversos do mundo. Algumas, bem curiosas…

tradicoes de Natal

Atualizado em 11.06.2020

Quando estudamos um idioma estrangeiro, aprender também um pouco da cultura de outros países faz parte do processo. Então, além de praticar diariamente a língua que você está estudando com a ajuda de seu aplicativo MosaLingua, reserve alguns minutos para aprender um pouco mais sobre as tradições de Natal ao redor do mundo. Há muitas parecidas com  as nossas, mas há também muita coisa inusitada. Confira!

Coréia do Sul

O Natal é um feriado nacional, mas também é celebrado como um feriado romântico, em que muitos casais saem juntos — como fazemos, no Brasil, no dia dos namorados.

Austrália

Na Austrália, o Natal também acontece no verão. Mas, ao contrário de nós, eles adaptaram a tradição europeia ao clima quente. Então, a véspera de Natal é celebrada por muitos ao ar livre, em piqueniques no campo ou na praia —  onde, muitas vezes, o Papai Noel chega de barco ou surfando.

Filipinas

Conhecido como o país com o mais longo feriado de Natal, as Filipinas comemoram a data durante quatro meses: de setembro a dezembro! Canções de Natal costumam ser tocadas desde o primeiro mês das celebrações.

Quirguistão 

Natal ao redor do mundo

Neste país asiático, ex-integrante da antiga União Soviética, os presentes não chegam no Natal, mas no Ano Novo. Eles são trazidos pelo “vovô do frio“, uma figura semelhante ao Papai Noel, mas vestida de azul.

China

Celebrar o Natal é um costume recente na China. Entre os chineses menos tradicionais, há quem tenha adotado o hábito de montar  árvores de Natal artificiais, decorando-as com enfeites feitos de papel.

Em Hong Kong, o Natal é celebrado como uma época de renovação e paz, em que uma das tradições é queimar uma lista com os nomes dos moradores locais, na esperança de que, com as cinzas do papel, eles cheguem  ao céu.

Finlândia

Muitos finlandeses acreditam que o Papai Noel —  o verdadeiro! —  mora no norte daquele país. As preparações para o Natal são levadas a sério, e costumam começar até um mês antes da data. Antes do jantar da véspera de Natal, uma visita às saunas é tradicional. Depois do jantar, as famílias costumam ir ao cemitério e acender velas em memória de amigos e parentes já falecidos. O Papai Noel usa a porta para entrar nas casas e, antes de entregar os presentes às crianças, sempre pergunta se elas se comportaram bem.

Lituânia

Na Lituânia, os enfeites tradicionais de Natal são feitos de palha, feno ou, na falta desses materiais, de canudinhos para refrigerante. Eles são trançados formando formas geométricas que lembram estrelas, sinos e flocos de neve. Para muitos, a celebração começa com a missa da véspera de Natal, seguida de um jantar em que um lugar vago é mantido à mesa, em homenagem aos entes queridos já falecidos.

Grécia

Os 12 dias que antecedem o Natal têm um significado especial também na Grécia. Segundo o folclore grego, é nesse período que os Kallikantzaroi, uma espécie de elfos travessos, saem da terra para assustar e pregar peças nas pessoas.  Parte das tradições de Natal, então, inclui rituais para mantê-los afastados.

No dia 24 de dezembro, grupos de crianças costumam visitar as casas cantando para anunciar o nascimento de Cristo. Acredita-se que abrir a porta para ouvi-las cantar traz boa sorte e prosperidade. Quem o faz, geralmente saúda as crianças com doces ou dinheiro.

A figura do Natal grego é São Basílio, um santo popular na região da Ásia Menor. No dia 2 de janeiro, é ele quem traz os presentes para as crianças.

Letônia

Acredita-se que a primeira árvore de Natal tenha sido decorada em Riga, na Letônia, em 1510. Nesse país, é costume as crianças ganharem presentes de Natal em cada um dos 12 dias que antecedem a data.

Rússia

É, provavelmente, o último país a celebrar o Natal. Lá, a comemoração acontece no dia 7 de janeiro. O grande feriado do país, entretanto, é o Ano Novo, quando o Ded Moroz, o “vovô do frio”, chega às casas vestido de azul para distribuir os presentes às crianças.

Alemanha / Áustria

tradicoes-de-natal-ao-redor-do-mundo-mosalingua

O folclore austríaco e o alemão compartilham a crença na figura do Krampus, a versão “má” do Papai Noel, que pune as crianças que não se comportaram bem durante o ano. Na Áustria, no dia 5 de dezembro, há quem saia às ruas vestido como o Krampus e bata nas pessoas com uma vara, evocando essa punição.

Na Alemanha, uma das tradições do Natal é o Adventskranz, uma coroa de ramos de pinheiro geralmente decorada com quatro velas, que são acessas uma a uma, nos quatro domingos que antecedem o Natal.

França

Na parte sul do país, o Natal é comemorado no dia 25 de dezembro, e segue tradições mais próximas às de outros povos mediterrâneos. Lá, o Père Noel tem como ajudante o Père Fouetard, personagem encarregado de informar quais as crianças que se comportaram bem durante o ano.

Na região da Alsácia-Lorena, influenciada pela tradição alemã, a comemoração acontece no dia 6 de dezembro, quando São Nicolau distribui presentes às crianças.

Entre as crianças, uma das tradições é colocar os sapatos junto à lareira para esperar o Papai Noel. Se elas se comportaram bem durante o ano, o bom velhinho enche-os com presentes.

Itália

Uma das tradições de Natal italianas é a montagem do presépio nas casas. Diferente do que fazemos no Brasil, no entanto, nesse país a figura do menino Jesus só é colocada nele na noite de Natal.

Na Itália, além do Papai Noel, há também a figura da Befana, também conhecida como Strega ou Vecchia, uma espécie de bruxa que visita as crianças no dia 5 de janeiro. Quem foi comportado, ganha doces. Quem não foi, ganha pedaços de carvão.

Espanha

A montagem do presépio também é uma tradição importante na Espanha. Manda a tradição que, à  meia-noite da virada do dia 24 para o dia 25 de dezembro, uma vela seja acesa do lado do Menino Jesus. Os presentes das crianças espanholas só chegam no dia 6 de janeiro, e são entregues pelos três reis magos.

Na região da Catalunha, existe a tradição de se incorporar ao presépio El Caganer, a figura de um camponês agachado, pronto para fazer suas necessidades. Ele fica escondido no presépio que, nesta parte da Europa, mostra toda a cidade de Belém. A missão de encontrá-lo cabe às crianças.

Estados Unidos

A figura do Papai Noel que desce pela chaminé e a tradição de pendurar meias na lareira são comuns nesse país. Os presentes, lá, são abertos na manhã do dia 25 de dezembro, e a reunião familiar acontece na hora do almoço deste dia, em torno do tradicional peru de Natal.

Um fato curioso é que, ao contrário do que acreditamos, nem todas as casas têm lareira. Então, há 40 anos, uma emissora de TV dos Estados Unidos, a WPIX, transmite um vídeo de uma lareira acessa, durante 24 horas, entre os dias 24 e 25 de dezembro.

Reino Unido

Além das demais tradições comuns aos países europeus, no Reino Unido o Natal é comemorado também com são os crackers. Esses tubos, cheios de papel colorido picado, e pequenas guloseimas e presentes são colocados sobre as mesas do jantar de Natal e “estourados” para a alegria das crianças.

Interessante, não? Se você conhece outra tradição de Natal de algum país que não citamos, compartilhe nos comentários! Obrigada e… Feliz Natal!