O imperativo em inglês! Neste nosso novo artigo sobre a gramática inglesa, vamos dar uma olhada nas duas situações em que usamos o imperativo em inglês. Nesse idioma, ele serve para, simplesmente, dar uma ordem (ou sugestão, ou conselho) a alguém. Mas pode ser usado também para você se incluir na ação em questão. Confira!

o-uso-do-imperativo-em-ingles--gramatica-inglesa-mosalingua

13.10.2020

O imperativo em inglês: para dar uma ordem

O imperativo em inglês aparece em expressões que ouvimos com frequência. Alguns exemplos? Be quiet, don’t smoke, have a drink, don’t worry, come here… 

Então, desconstruindo essas expressões notamos que, para dar uma ordem em inglês, usamos o verbo principal no infinitivo sem o ‘to para uma ordem afirmativa e o verbo auxiliar ‘do para a negação, como no simple present.

Ou seja:

Ordem afirmativa:  TO  infinitivo… !

Ordem negativa: DON’T +   TO   infinitivo… !

Veja algumas frases de exemplo:

Finish your plate and you’ll go out > Termine seu prato e você pode sair

Drive to the next corner and turn right > Dirija até a próxima esquina e vire à direita

 

O uso das tag questions: uma pequena variação

As tag questions, em inglês, são um recurso que usamos para reforçar uma ordem ou sugestão expressa com uma frase no imperativo. As mais comuns são will you? ou can/could you? Alguns exemplos? Vamos lá:

Try not to fall again, will you? > Tente não cair mais, combinado?

Stand up and help me now, can’t you? > Agora, levante-se me ajude, ok?

 

 

O uso do pronome pessoal

Assim como no português, o imperativo em inglês normalmente não precisa ser acompanhado do pronome pessoal. Mas temos a possibilidade de adicionar o sujeito à frase quando queremos reforçar a ordem (muitas vezes com ‘you‘) ou queremos ter certeza de sermos claros em relação a quem estamos nos dirigindo.

Nesse caso, para formar a negação, o sujeito é colocado entre o verbo auxiliar ‘do‘ e o verbo principal. Veja abaixo alguns exemplos!

You two come here, the rest of you sit down > Vocês dois, venham aqui, os demais sentem-se

Don’t you shout at me like that! > Não grite comigo desse jeito!Note que as frases imperativas com o pronome ‘you‘ são mais fortes que as outras, e dão a ideia de raiva ou da intenção de persuadir.

OBSERVAÇÃO: Note também que o verbo não muda em função da pessoa a quem nos dirigimos. Ele permanece sempre no infinitivo, sem o ‘to‘.

 

O imperativo em inglês: para incluir-se na ação

o-uso-do-imperativo-em-ingles--gramatica-inglesa-mosalingua

Let’s‘ (coloquial) é a abreviação de ‘let us‘ (formal), e é frequentemente usado para fazer uma sugestão a quem se fala e incluir-se na sugestão.  ‘Let me‘ também é usado para dar instruções/ordens a si mesmo(a). Para designar uma terceira pessoa, usaremos um outro pronome entre o ‘let‘ e o verbo (let him/her/them).

Ou seja:

Let + ‘s/me to  infinitivo…

Confira algumas frases de exemplo:

Let’s have a drink sometime! > Vamos tomar um drink um dia desses!

Let me thinkLet’s plant the tomatoes first! > Deixe-me pensar. Vamos plantar os tomates primeiro.

OBSERVAÇÃO: No inglês britânico, com os sujeitos I e we, usamos ‘shall‘ ao invés de ‘will‘. Por isso, depois de ‘let’s‘, usamos ‘shall we?‘ para reforçar a sugestão ou pedir uma resposta do interlocutor, como em: 

Let’s not study too much today, shall we? > Não vamos estudar demais hoje, combinado? 

Let them play a bit more and we’ll go homeshall we? > Deixe-os brincar um pouco mais e vamos pra casa, pode ser?

 

Para ir ainda mais longe, confira também: