E então, aqui está você… cheio(a) de motivação e ansioso(a) pra começar. E… agora o quê? Você passeia entre todas as ferramentas para aprender idiomas que achou numa consulta rápida ao Google, e se sente sobrecarregado(a) pelos bilhões de resultados que encontra. E todas muito diferentes uma da outra, é claro. Infelizmente, isso é o que inúmeros estudantes de idiomas enfrentaram quando começaram a aprender uma língua. Então, pra ajudar você a escolher as melhores ferramentas para aprender idiomas… hoje vamos falar de um estudante que eu conheço, e que vamos chamar de “Cédric”. ūüėČ

ferramentas-para-aprender-idiomas-como-escolher-as-melhores-video-mosalingua

Atualizado em 27.01.2021

Ferramentas para aprender idiomas: como escolher as melhores pra você

1. Defina seu objetivo!

Por exemplo: o Cédric, nosso personagem totalmente fictício, começou assistindo a alguns programas de TV em japonês. E agora realmente quer aprender esse idioma. Então, ele começa lendo alguns livros e websites, faz alguns exercícios… Mas logo sente que não está chegando a lugar algum! Porque 10 novas perguntas surgem cada vez que ele encontra a resposta para uma dúvida anterior. Ele sente que está andando em círculos. Parece que o que ele precisa é de uma direção clara para os seus estudos.

Para saber que direção tomar, basta responder esta pergunta: “por que você quer aprender uma nova língua?“.  No caso do nosso Cédric, por exemplo, o que ele quer é ser capaz de entender programas de TV em japonês sem ficar preso à legendas! Nesse caso, então, nada de dedicar horas a aprender os caracteres japoneses, quando a meta não é ler.  A ideia, aqui, é definir um objetivo o mais específico possível, porque a escolha das ferramentas de aprendizagem corretas pra você depende disso.

Então, qual é o seu?

    • Quer falar com nativos?
    • Quer ler livros e revistas?
    • Escrever e-mails?
    • Assistir a séries de TV sem perder a ação por causa das legendas?

Seja tão específico(a) quanto possível quando definir seu objetivo e o ponto onde espera chegar. Definir um prazo também pode ajudar na motivação. Mas seja flexível, porque você nunca pode ter certeza do tempo que vai precisar.

Depois, escreva esse objetivo como um compromisso em um pedaço de papel, e cole com durex em algum lugar em que você o veja todos os dias. Acredite em mim: isso será muito útil!

Então, pra assistir a séries de TV, as ferramentas para aprender idiomas de que o Cédric vai precisar incluem um pouco de vocabulário, gramática básica – mas não muita – e, principalmente, de muitos recursos de áudio ou audiovisuais pra praticar sua compreensão oral.

2. Privilegie o que você gosta!

Olhando pra daqui a algumas semanas… O Cédric tem praticado sua compreensão oral do japonês com regularidade, mas vem desanimando um pouco. Isso porque, cada vez que ele começa suas sessões de prática, sente como se estivesse de volta à escola. É tão chato! A verdade é que ele se sente muito distante do objetivo que definiu pra si mesmo. Cadê aquelas séries de TV? Cadê a cultura japonesa?

Na verdade, aprender uma língua não é como aprender qualquer outro assunto. Diferente do que acontece com a matemática, um idioma é algo que você vive. É muito mais do que as palavras e regras de gramática que aprende. Precisa ser algo que faz sentido pra você, exatamente como qualquer coisa que você gosta de fazer no seu dia-a-dia. É por isso que o Cédric deveria ter escolhido ferramentas de aprendizagem que estivessem mais alinhadas aos seus interesses, pra se manter interessado e animado pra aprender.

Mas se concentrar em seus interesses e hobbies não é a única coisa a levar em consideração. Você também quer pensar sobre o seu tipo favorito de atividade.

Por exemplo:

    • se você vive em movimento, talvez queira usar apps para dispositivos móveis pra praticar
    • se você é uma pessoa sociável, provavelmente irá gostar de interagir com um tutor ou com nativos no idioma através de uma plataforma online ou de um intercâmbio linguístico, ou até
      fazendo aulas na sua cidade.
    • ou, ainda, se você é como o nosso Cédric, que tem fama de ser um pouco sedentário… uma boa opção pode ser um curso online, em seu laptop, no conforto da sua própria casa.Ao invés de fazer exatamente o que ele fazia nas aulas de idiomas na escola, nosso Cédric decide assistir a vídeos curtos em japonês e expandir seu conhecimento desse idioma enquanto se diverte… no seu sofá… e descobre mais sobre o Império do Sol Nascente.

3. Inspire-se em outros estudantes

Agora que o Cédric sabe que tipo de ferramentas para aprender idiomas têm a ver com seu objetivo e interesses, ele ainda tem que enfrentar um outro problema: onde vai encontrá-las? Como eu disse há pouco, há toneladas delas, e escolher pode realmente virar um pesadelo. Não é uma tarefa fácil, e ele provavelmente adoraria uma ajudinha…

A boa notícia é que você não precisa, necessariamente, pesquisar sozinho(a) os recursos a usar. Há muita gente que documenta online sua jornada de aprendizagem de um idioma, e essa experiência é um recurso muito valioso. Seguindo essas pessoas, você pode encontrar as respostas para a pergunta que tem feito a si mesmo(a) e escolher os recursos que melhor se adaptam às suas necessidades.

O próprio blog MosaLingua é totalmente baseado nas experiências do nosso time de poliglotas… incluindo as minhas.  Nosso blog é um ponto de partida excelente pra começar sua pesquisa online, já que você vai se deparar com muitas preciosidades capazes de ajudá-lo(a) a encontrar os melhores recursos pra adequar sua experiência de aprendizagem às suas necessidades. Quer alguns exemplos?

Pra resumir: como encontrar as melhores ferramentas para aprender idiomas?

Aqui vai o que você precisa para escolher os recursos ideais pra aprender uma língua estrangeira:

1. defina seus objetivos de aprendizagem
2. identifique o tipo de atividades que você prefere
3. se inspire na experiência de outros estudantes

BÔNUS: confira nosso vídeo

No vídeo a seguir, você encontra todas as dicas do Cédric (do Cédric de verdade!). Você pode assistir a este vídeo diretamente no YouTube. Ele foi gravado em inglês, mas, se preferir, você pode ativar as legendas. Elas estão disponíveis em português, inglês e mais quatro idiomas. Para selecionar, basta clicar no ícone da engrenagem, no canto inferior direito do vídeo.

Se você quer mais vídeos como este, se inscreva em nosso canal e habilite as notificações!