Evitar perder tempo é muito importante, quando sua meta é aprender um idioma estrangeiro. Tempo é o recurso mais valioso que você tem. E a falta dele é uma das principais razões pelas quais muita gente acha tão difícil aprender idiomas. Apesar disso, muitos métodos de aprendizagem parecem esquecer essa questão e desperdiçar seu tempo precioso e limitado com atividades ineficazes… Por isso, hoje, eu gostaria de explicar como ligar seu radar para detectar imediatamente quando um curso ou app não vai realmente ajudar você a aprender um idioma.

aprendendo-idiomas-como-evitar-perder-tempo-com-metodos-que-nao-funcionam-video-mosalingua

Como evitar perder tempo com métodos de aprendizagem que não funcionam

Como você sabe, hoje temos toneladas de opções para aprender um idioma estrangeiro. Eu fico muito feliz com isso porque, como disse no meu artigo sobre se “Aprender um idioma é fácil ou difícil”, aprender uma língua nunca foi tão fácil ou acessível, graças a essas inúmeras possibilidades.

Mas a aprendizagem de idiomas também é uma grande indústria que, nos últimos 10 anos, vem se tornando cada vez mais competitiva. Por isso, algumas empresas não conseguiram resistir à tentação de criar métodos e soluções que são fáceis de vender, mas não tão úteis ou eficientes para quem está aprendendo um idioma.

Pra ilustrar, vou fazer uma pergunta: o que é mais fácil de vender?

  • Um método muito fácil e divertido, que faz os usuários sentirem que estão progredindo mas que não é realmente focado na aprendizagem? (Veja o comparativo que fizemos neste outro artigo).
  • Ou um método eficiente e otimizado, que exige esforço dos usuários mas que realmente os ajuda a progredir?

Bem, eu acho que todos sabemos a resposta… Agora, vamos fazer um jogo. Vamos imaginar que somos nativos no inglês e queremos aprender espanhol…

Vamos brincar um pouco!

aprendendo-idiomas-como-evitar-perder-tempo-com-metodos-que-nao-funcionam-video-mosalinguaO jogo de múltipla escolha

Confira as quatro imagens do cartão ao lado. Você consegue me dizer qual delas significa “cachorro” em espanhol? Surpresa! A resposta certa é “el perro.”

Aposto que foi bem fácil pra você também, mesmo que você não fale uma palavra em espanhol. O problema, aqui, é que a resposta é muito fácil, porque você pode usar o processo de eliminação.

Esse é o problema com questões de múltipla escolha. Elas são muitos usadas nas provas escolares porque são fáceis de corrigir. Mas infelizmente esse não é um método eficiente para aprender e memorizar.

As opções óbvias demais

aprendendo-idiomas-como-evitar-perder-tempo-com-metodos-que-nao-funcionam-video-mosalingua

Aqui vai uma frase que precisamos traduzir para o espanhol.

Então, vamos criar uma frase com algumas das palavras que eles sugerem. Novamente, pelo processo de eliminação, podemos dizer que a resposta é: “Los gatos usan zapatos“.

Eu vejo dois problemas graves nesse exercício:

1) O primeiro é: por que estamos aprendendo uma frase que nunca vamos usar na vida? Infelizmente, esse exercício faz parte de um app muito popular que, há alguns anos, me pediu pra traduzir: “Vacas usam saias roxas.”

Eu tinha certeza de que eles havia removido esse tipo de frase mas, ontem, testando esse app de novo, eu imediatamente me deparei com essa frase inútil.

2) O segundo problema que eu vejo é que essa atividade é fácil demais, graças às respostas sugeridas, e não é das mais úteis para um iniciante, que
na minha opinião precisa se concentrar em melhorar sua compreensão oral e em memorizar vocabulário novo.

Mas quem se importa, se você pode ganhar uns pontos, prêmios e um belo distintivo no app, certo?

O jogo da memóriaaprendendo-idiomas-como-evitar-perder-tempo-com-metodos-que-nao-funcionam-video-mosalingua

Vamos continuar a brincar com um outro tipo de exercício: o jogo da memória. Nesse tipo de jogo, como você vê na imagem à direita, há 10 cartas. Cinco estão em português, cinco em espanhol, e você precisa achar os pares das palavras com as traduções.

Mesmo sem gastar seu tempo virando as 10, eu garanto que você vai concordar comigo quando eu digo que esse é um jogo muito fácil e, depois de 5 a 10 minutos, você vai descobrir a posição da carta correspondente. Além disso, a habilidade que você está usando para descobrir o par de cada carta não tem muito a ver com a aprendizagem de um idioma e com a memorização de vocabulário.

Há muitos outros exercícios como esse por aí, e todos eles têm duas coisas em comum:

  • eles dão a você a falsa impressão de progresso
  • e eles parecem ser muito divertidos

O falso sentimento de progresso

Ter a impressão de que você está fazendo progresso na verdade não é o mesmo que realmente progredir. A verdade é que quanto mais difícil é uma atividade, mais você aprende com ela (confira aqui os resultados da pesquisa realizada por Bjork, R. A., & Kroll, J. F., da Universidade da Califórnia). Então, todos esses exercícios e atividades inacreditavelmente fáceis simplesmente não são a melhor maneira de usar seu tempo.

O respeitado linguista Stephen Krashen* publicou um livro que mostra o mesmo. Krashen desenvolveu a teoria de que, para progredir, você precisa receber inputs e estímulos que estejam um passo adiante do seu nível atual. Ou seja: exercícios que ofereçam algum nível de dificuldade. Quer dizer… sem esforço, sem progresso!

Para evitar perder tempo: atividades divertidas, mas úteis

A segunda coisa que eu disse sobre o que essas atividades têm em comum na verdade é muito positiva: elas são divertidas! Aprender uma língua e se divertir ao mesmo tempo na verdade é possível… mas apenas se você fizer isso do jeito certo.

Se você tem muitas distrações na tela e se a diversão ofusca o processo de aprendizagem, você vai aprender mais devagar, porque sua mente não estará 100% concentrada, e vai reter menos.

Incluir atividades de aprendizagem divertidas faz parte de uma das principais tendências na indústria da educação: a “gamificação”.  A ideia é usar o poder viciante dos jogos para aprender coisas novas. Essa é uma ideia muito boa mas, como sempre, não deve haver exagero para que evitar perder tempo (o seu tempo!).

O fato é que aprender não é uma brincadeira e, como nós vimos, brincar com os idiomas na verdade não é o mesmo que aprendê-los. Você sempre pode adicionar diversão às suas atividades de aprendizagem de formas mais eficientes: usando filmes, séries de TV, lendo livros e assim por diante…

Do que você deve fugir para evitar perder tempo

O objetivo deste artigo é ajudar você a detectar as atividades que provavelmente vão desperdiçar seu tempo ao invés de ajudar você a aprender. E evitar perder tempo com elas! Então, aqui vão algumas coisas para estar atento e evitar:

  • Questões de múltipla escolha em que as alternativas erradas são obvias
  • Jogos de memória
  • Atividades com coisas que atrapalham o processo de aprendizagem, como “timers” e contagens regressivas, que podem criar stress e dificultar a memorização
  • Jogos que têm pouco, muito pouco ou nada a ver com a aprendizagem de um idioma
  • E, de maneira geral, qualquer atividade que pareça boa demais pra ser verdade

Então, agora é com você: você preferiria passar uma hora por dia usando um método que faz parecer que você está progredindo e que talvez ofereça alguma diversão sem sentido?
Ou gostaria de gastar 10 minutos por dia em um método que seja um pouco menos divertido, porque exige esforço e concentração, mas traz um progresso mais rápido?

A opção pelo MosaLingua

Se você prefere a segunda opção, nossos apps e cursos online com certeza são ideais pra você. Nós resolvemos nos concentrar em efetividade e eficiência porque nosso objetivo é usar seu tempo da melhor maneira possível, evitar perder tempo (o seu!) e ajudar você a aprender o máximo, o mais rápido possível.

Além disso, todas as nossas atividades são opcionais. Ou seja: você sempre pode pular exercícios e flashcards que não sejam úteis para seus objetivos pessoais.

E depois, se tiver mais tempo disponível, você pode fazer atividades de imersão que são realmente divertidas, como conversar com um parceiro linguístico, assistir a uma série de TV no idioma que está aprendendo ou ler histórias em quadrinhos.

Nós realmente respeitamos o seu tempo. Por isso, garanto que se você escolher nossos apps e cursos para aprender uma língua, nunca vamos desperdiçar um segundo seu.

BÔNUS: nosso artigo, em vídeo

Se você prefere vídeo, confira abaixo, o que a Abbe gravou. O vídeo está em inglês, mas oferece legendas em seis idiomas. Para escolher o da sua preferência, basta clicar no canto inferior direito, no ícone da engrenagem. E, se preferir, você também pode assistir diretamente em nosso canal do Youtube.

Depois, é só se inscrever no canal e habilitar as notificações para ser avisado(a) sempre que publicarmos vídeos novos. 😉

*The Input Hypothesis: Issues and Implications, Stephen Krashen, New York: Longman