Hoje, vou falar sobre por que você realmente deveria adotar o lema “fake it ‘til you make it” (finja até conseguir), quando se trata de ou qualquer outra língua. E… vou dar algumas dicas de como convencer as pessoas de que você sabe falar bem o inglês. Mesmo que você não tenha certeza disso. 😉

como-falar-bem-ingles-fake-it-til-you-make-it--4-dicas-praticas-video-mosalingua

 

Como falar bem inglês: “fake it ‘til you make it”

Há um componente psicológico na aprendizagem de idiomas. E muitos estudantes de idiomas enfrentam algo chamado de “síndrome do impostor”. Que é basicamente quando você se convence de que algo não é pra você. Se convence de que você não é capaz, de que todo mundo à sua volta tem facilidade para idiomas, mas você não.

É claro que isso é ridículo, mas é um fenômeno psicológico real. E é algo que realmente pode impedir que as pessoas pratiquem o idioma que estão aprendendo. Então, uma solução para vencer o sentimento de que você não é bom/boa o bastante é… bem… fingir que você é! Essa é a ideia por trás do ditado “fake it ‘til you make it” que, traduzindo, seria algo como “finja até conseguir”. Ou, em outras palavras: aja como se tivesse autoconfiança até que você realmente conquiste a autoconfiança. Há estudos científicos que mostram que se você sorrir enquanto realiza tarefas estressantes. Mesmo que seja um sorriso forçado, seu corpo absorve melhor o stress.

Basicamente, fingindo uma expressão feliz, você faz seu cérebro pensar que está feliz.  Não é genial? Então se você disser repetidamente pra si mesmo(a) que é um(a) estudante autoconfiante e agir com autoconfiança, é bem provável que acabe desenvolvendo uma autoconfiança verdadeira. Mesmo que esteja desesperado(a) por dentro. 😉

Agora, você deve estar se perguntando como exatamente fingir autoconfiança, se sua meta é falar bem inglês?  Há alguns passos que você pode seguir para aumentar sua autoconfiança e fazer com que as pessoas com quem você conversa acreditem que você fala inglês bem.

  1. Aprenda frases inteiras

    Este é um truque incrível, que nós usamos no app Mosalingua. Ao invés de ensinar palavras isoladas, quando você começa a aprender inglês, nós ensinamos orações mais longas ou até frases inteiras, que você poderá usar imediatamente. Assim, você não precisa descobrir como a gramática funciona para usar o idioma corretamente. E e vai soar como um “profissional” que consegue falar bem inglês, porque consegue se comunicar com clareza.

    Além disso, quando você não hesita, seus erros não aparecem tanto.  Aqui vai um exemplo:

    “Yesterday, I eat”… não, “eaten”. Espera aí… “eat pizza”… (versus) “Yesterday I eated pizza”!

    Claro… você disse “I eated” ao invés e “I ate”, mas, no segundo caso, a pessoa com quem você está falando estará mais concentrada em descobrir que sabor de pizza você comeu do que no fato de que você não conjugou o verbo corretamente.

  2. Trabalhe para ter uma ótima pronúncia

    Mesmo que você só possa dizer o básico, ter uma boa pronúncia é muito bom para a sua autoconfiança e a sua motivação. Muita gente tem medo de imitar o sotaque nativo do idioma que está aprendendo porque se sente bobo, ou como um impostor. Mas na verdade, se você trabalhar para dominar os desafiadores sons do TH em inglês e tentar pronunciar as coisas como um falante nativo, a pessoa com quem está falando não vai se distrair tanto, e tem mais probabilidade de entender.

    Quando você for aprende frases inteiras e as frases “padrão” sobre as quais falei, ouça uma gravação de um nativo dizendo estas frases. Saber como pronunciar cada palavra individualmente é ótimo. Mas é ainda melhor se você souber como conectá-las, com as “ligações” corretas, e usar a entonação mais natural. Isso faz uma diferença enorme no seu inglês oral. E realmente faz com que você consiga ser percebido(a) como alguém capaz de falar bem inglês.

  3. Adicione alguns conectores ao seu vocabulário

    E por falar em conectores, adicionar alguns conectores e palavras de ligação ao seu vocabulário. Mesmo que ele ainda seja limitado, isso pode fazer com que você pareça mais fluente. Por exemplo, se você está falando sobre seus interesses, poderia dizer:

    I like to swim. I go to the pool often (Eu gosto de nadar. Eu vou à piscina com frequência.)

    Mas você soaria mais fluente se dissesse:

    I like to swim, therefore I go to the pool often (Eu gosto de nadar e, portanto, vou à piscina com frequência.)

    Como você pode ver, tudo o que eu fiz foi acrescentar uma palavra, “therefore” (portanto). Mas isso imediatamente torna a frase mais longa e mais interessante. Você pode criar muita variedade quando fala inglês se aprender apenas alguns destes tipos de palavras de ligação. Além do app MosaLingua, você encontra alguns conectores essenciais neste outro artigo do nosso blog.

  4. Aprenda outras formas de dizer “o quê?”

Como um estudante de idiomas, mesmo no nível avançado, há momentos em que você não vai entender. E mesmo que você finja, geralmente é melhor evitar balançar a cabeça e fazer de conta que entendeu. Então, minha última dica é aprender algumas formas diferentes de expressar isso, pra que você não soe como um disco riscado.

Se você precisar pedir a alguém que repita algo cinco vezes durante uma conversa, mas conseguir fazer isso de cinco jeitos diferentes, a pessoa pode nem notar que está gastando muito tempo para reformular a frase para você. Confira o nosso artigo (com um vídeo da Abbe) sobre esse assunto, se quiser aprender expressões diferentes, como “say again…” ou “what’s that…?“. Lembrando que essas expressões também estão disponíveis no seu app MosaLingua.

BÔNUS: Nosso artigo, em vídeo

Para rever estas dicas — e praticar seu inglês 😉 — confira o vídeo que a Abbe gravou. Se preferir, você também pode assistir lá no nosso canal no Youtube. Depois, basta fazer sua inscrição e habilitar as notificações para não perder nenhuma nova publicação.

E… se preferir usar as legendas, basta escolher o idioma — português, inglês e mais quatro opções — usando o ícone da engrenagem, no canto direito do vídeo.

Como falar bem inglês: conclusão

Então, agora você sabe por que fingir até conseguir pode ser uma boa estratégia na aprendizagem de idiomas e… sabe como fazer isso. É claro que, se você não se esforçar para aprender um idioma, mesmo que só por alguns minutos por dia, fingir não vai levar você muito longe. Então, boa sorte e boa aprendizagem!
e até breve!

Para ir mais longe, você talvez também se interesse por: